O Portal do Geólogo
CUIDADO!!! A GEOLOGIA É ALTAMENTE CONTAGIOSA E PODE SER INCURÁVEL
voltar ao Portal do Geólogo

 

Deslizamentos que matam: veja se você corre perigo...continuação

 por Pedro Jacobi

Identificando o nível de risco de sua propriedade

Veja, com cuidado a lista abaixo e identifique o seu nível de risco. Se ele for alto não hesite em contactar a defesa civil, geólogos ou engenheiros especializados no assunto.

Se estiver chovendo forte, em áreas de elevado risco, o melhor a fazer é simplesmente abandonar a sua residência só retornando quando o perigo passar, preferencialmente após a visita de um especialista que ateste que o imóvel é seguro.

Esta é uma decisão difícil, mas se usada de uma forma consciente e racional deverá salvar vidas preciosas. A sua vida vale muito: não a desperdice.

Área com alto risco de deslizamento

A imagem acima é de uma encosta de altíssimo risco. Ela mostra muitas evidências de antigos deslizamentos que estão contando uma história. Observe a sua área e compare.

 Aprenda a identificar estas evidências e salve vidas.

Responda as seguintes perguntas e entenda o seu risco:

  1. O seu imóvel está situado em terreno de alta declividade? Este é o ponto fundamental que deve ser avaliado. A declividade e a instabilidade potencial da encosta. Se você tiver dúvidas quanto a este ponto procure a opinião de especialista. Se as inclinações da encosta onde você mora forem muito acentuadas pode existir o perigo de deslizamentos. O risco aumenta a medida que as próximas perguntas sejam  verdadeiras.
  2. Existe algum córrego ou, vale descendo a encosta, nas proximidades?
  3. Já houve escorregamentos recentes na região, em  áreas similares a sua?
  4. Existem rochas roladas, matacões ou blocos que possam indicar um transporte por gravidade? Esses blocos acumulados, geralmente sem uniformidade, no fundo das encostas, podem estar indicando que houveram deslizamentos no passado. Este é um ponto extremamente importante e não deve ser deixado de lado.
  5. Existe algum corte efetuado no solo que possa aumentar o ângulo natural da declividade? Cortes verticais em solos instáveis irão aumentar, drasticamente, o risco de desmoronamentos. Esses cortes podem ter sido feitos em estradas ou até na encosta próxima as construções. São frequentes e podem aumentar o risco de deslizamento exponencialmente.
  6. Existem áreas com lajedos  com grande declividade, sem ou com pouca cobertura de solos, acima da sua residência ou na região? É comum em montanhas como as da região do Rio de Janeiro, vermos lajedos nus com grande declividade. Possivelmente eles foram expostos após grandes deslizamentos. Veja a foto do desastre da Ilha Grande onde, após o deslizamento, foi exposto um grande lajedo. Nas partes superiores existem outros lajedos mais antigos, parcialmente cobertos por vegetação mais recente,  que mostravam claramente a periculosidade da encosta onde ocorreu o desastre.
  7. É possível notar que em certas áreas da encosta existe uma vegetação mais nova, diferente da vegetação mais antiga circundante? Em caso de deslizamentos antigos a vegetação nova irá demarcar, com boa precisão a área afetada.
  8. Existem, nas encostas próximas a sua casa, um bom número de árvores que estejam inclinadas em direção morro abaixo? As árvores devem estar em sua grande maioria verticalizadas. Se uma área apresenta suas árvores com inclinação anômala isso pode significar um deslizamento incipiente ou antigos movimentos de terra.

Seja inteligente! Não despreze as evidências que estão em volta...

 

Veja a seguir como atenuar o risco de um deslizamento

 

 

< Home 2 3 >

O Portal do Geólogo

Geologia e Mineração contadas por quem entende

Desde 27/3/2003


Veja também

o fim da água


Deslizamentos Mortais 1

Deslizamentos Mortais 2

Deslizamentos Mortais 3







Dê uma calcita ótica, uma gema do Portal do GeólogoOportunidade ímpar: compre essa espetacular calcita ótica do Portal do Geólogo
 
21189 |    || O Portal do Geólogo |  Editor: Pedro Jacobi