O Portal do Geólogo
18/11/2019 21:59:59

Pesadelos da Petrobras: o retorno da “ruivinha”



Publicado em: 17/11/2015 02:00:00

Finalmente os caminhos da Lava Jato chegam ao obscuro “negócio” de Pasadena.

Nesta segunda-feira, sem nenhuma cerimônia, a Lava Jato chuta a porta de um dos mais bem guardados segredos da Petrobras, denominado jocosamente de “ruivinha” pelos funcionários da estatal brasileira.

Ruivinha, pois a Refinaria de Pasadena estava “enferrujada” e precisava, urgentemente, de reparos, declarou o Engenheiro Agosthilde M. De Carvalho aos juízes e promotores da Lava Jato.

Apesar de todos os problemas conhecidos a desvalorizada “ruivinha” foi adquirida pela Petrobras, causando um prejuízo (por baixo) de 792 milhões de dólares.

Até aí nós já sabíamos.

O que não havia sido divulgado até hoje, são os números e os destinatários das gigantescas propinas que a compra desta “ruivinha” ocasionou.

Segundo o delator as propinas atingiram um valor de 60 milhões de reais e foram distribuídas ao responsável pela Diretoria Internacional da Petrobras, Mauro Comino, subordinado ao corrupto, já julgado e enjaulado, Nestor Cerveró.

O outro delator e corrupto confesso Fernando Baiano, também embolsou parte desta régia propina.

Este novo desdobramento da Operação Lava Jato, denominado ironicamente de Operação Corrosão, traz à justiça uma nova leva de corruptos e coloca em dúvida a própria presidência da estatal na época da aquisição.

Do outro lado desta história de horror um novo desdobramento da Lava Jato revela um nome que pode reverter tudo o que sabíamos do Mensalão do PT: o de Delúbio Soares.

Isto mesmo!

O nome do ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, que está recebendo a sua liberdade condicional, foi citado pelo delator Salim Schahin, juntamente com o seu partido o PT e o fiel amigo e escudeiro do ex-presidente Lula, José Carlos Bumlai.

O volta de Delúbio aos holofotes da justiça tira o sono do PT e pode levar o ex-tesoureiro de volta para a prisão de onde acaba de sair.

Apertem os cintos, é mais um tsunami de lama que se aproxima.




Autor:   Pedro Jacobi - O Portal do Geólogo

  

 


editoriais energia geoestatais polemicos    3028
12.000 ANOS DE ABANDONO  um livro de Pedro Jacobi

Caro usuário do Portal do Geólogo
Se você gosta de descobertas arqueológicas inéditas no meio da Amazônia vai gostar do livro que estou lançando. É um não ficção sobre uma pesquisa real que estou fazendo.

Com o avanço do desmatamento e com o auxílio da filtragem digital em imagens de satélites, descobri nada menos do que 1.200 belíssimas construções milenares, no meio da Amazônia — totalmente inéditas.

São obras pré-históricas, algumas datadas em 6.000 anos, incrivelmente complexas e avançadas — as maiores obras de aquicultura da pré-história que a humanidade já viu.
Neste livro você se surpreenderá com essas construções monumentais, grandiosas e únicas, feitas por aqueles que foram os primeiros arquitetos e engenheiros do Brasil.
Trata-se de importante descoberta arqueológica que vai valorizar um povo sem nome e sem história. Um povo relegado a um plano inferior e menosprezado pela maioria dos cientistas e pesquisadores.

Dele quase nada sabemos. Qual é a sua etnia, de onde veio, quanto tempo habitou o Brasil e que língua falava são pontos a debater.
No entanto o seu legado mostra que ele era: muito mais inteligente, complexo e tecnológico que jamais poderíamos imaginar.
Foram eles que realmente descobriram e colonizaram a Amazônia e uma boa parte do Brasil.
E, misteriosamente, depois de uma vida autossustentável com milhares de anos de uma história cheia de realizações eles simplesmente desapareceram — sem deixar rastros.
Para onde foram?

Compre agora!
O livro, um eBook, só está à venda na Amazon. Aproveite o preço promocional!


Jacobi Consultoria
Minerador, quer negociar a sua área, ganhar dinheiro com a mineração, atrair sócios estrangeiros ou pesquisar os minérios em sua área? Por que esperar mais?

Só para você: veja as matérias que selecionamos sobre o assunto:

Mineração: as melhores apostas de 2016 20/1

A ameaça de Pasadena: a vez e a hora de Dilma Roussef 20/11

Conselhos ao geólogo recém-formado 8/9

Não sobra ninguém 26/5

Pasadena revisitada: a hora de Dilma Roussef? 25/5

A corrupção e o empresário brasileiro. Valeu a pena? 24/5

Agora que decapitaram o Cunha será que vão aprovar o malfadado código mineral? 5/5

O efeito impeachment: Petrobras bate todos os recordes e sobe 131% em 81 dias 15/4

Mercados mundiais reagem à subida dos preços das commodities: mineradoras decolam 13/4

Delação mostra ex-ministro de Minas e Energia como captador de propina do PMDB 7/4

Você já fez a sua offshore hoje? 4/5

Assim não dá... 22/3

Petrobras é obrigada a dar baixa em campos de petróleo e tem o pior ano de sua história 22/3

Brasil não atrai investidores na área da exploração mineral, segundo a pesquisa Fraser 3/2

O Portal do Geólogo

Geologia e Mineração contadas por quem entende

Desde 27/3/2003

Não entendeu a palavra?

Pesquise o termo técnico!




Pesquise no universo do Portal do Geólogo!

Digite uma palavra na caixa abaixo e estará pesquisando centenas de milhares de matérias armazenadas no nosso site.

 

 

palavra com mais de 2 letras
O Portal do Geólogo    Editor: Geólogo Pedro Jacobi