O Portal do Geólogo
21/11/2019 08:45:05

Guerra do minério de ferro: custos de produção podem cair mais de 25%, diz CEO da BHP



Publicado em: 25/2/2015 21:43:00

Segundo o CEO da BHP, Andrew Mackenzie, os custos de produção da tonelada de minério de ferro poderão cair muito, ficando abaixo de US$15.

Essa é a estratégia que a BHP está adotando para bater as suas maiores competidoras, Vale e Rio Tinto: ser a mineradora com o menor custo operacional por tonelada.

Quem atingir essa posição de produtor com menor custo irá sobreviver a qualquer guerra de preços.

A BHP era a empresa que tinha o pior desempenho das três megamineradoras e agora já opera com custo ao redor de US$20 a tonelada. A Rio Tinto também cortou os seus custos para US$17/t em um esforço extraordinário para se manter como a produtora de minério de ferro mais eficiente do planeta.

Assim como a BHP a Rio planeja ter um Opex abaixo de US$15/t em um ou dois anos.

Já a Vale, beneficiada pela queda do Real, do petróleo e do frete já está operando abaixo de US$17/t.

O novo projeto S11D da Vale que irá produzir 90 milhões de toneladas por ano terá custos abaixo dos US$15/t para um minério de altíssima qualidade com teor médio de 67% de ferro. Esse será um diferencial que nenhuma das australianas conseguirá bater.

A guerra do minério de ferro deverá continuar em 2015, apesar dos prejuízos que as três grandes estão tendo.

Elas continuam com os bilionários planos de expansão que irão inundar os mercados com minério de ferro barato forçando os preços para baixo até que pouquíssimos players sobrevivam.

É uma estratégia selvagem que visa a obliteração total da concorrência, mas que está custando muito caro aos sobreviventes.

Uma coisa é certa, com custos operacionais caindo os preços do minério de ferro podem afundar muito mais...

Autor:   Pedro Jacobi - O Portal do Geólogo

  

 


mercados ferrosos minex polemicos    3774
12.000 ANOS DE ABANDONO  um livro de Pedro Jacobi

Caro usuário do Portal do Geólogo
Se você gosta de descobertas arqueológicas inéditas no meio da Amazônia vai gostar do livro que estou lançando. É um não ficção sobre uma pesquisa real que estou fazendo.

Com o avanço do desmatamento e com o auxílio da filtragem digital em imagens de satélites, descobri nada menos do que 1.200 belíssimas construções milenares, no meio da Amazônia — totalmente inéditas.

São obras pré-históricas, algumas datadas em 6.000 anos, incrivelmente complexas e avançadas — as maiores obras de aquicultura da pré-história que a humanidade já viu.
Neste livro você se surpreenderá com essas construções monumentais, grandiosas e únicas, feitas por aqueles que foram os primeiros arquitetos e engenheiros do Brasil.
Trata-se de importante descoberta arqueológica que vai valorizar um povo sem nome e sem história. Um povo relegado a um plano inferior e menosprezado pela maioria dos cientistas e pesquisadores.

Dele quase nada sabemos. Qual é a sua etnia, de onde veio, quanto tempo habitou o Brasil e que língua falava são pontos a debater.
No entanto o seu legado mostra que ele era: muito mais inteligente, complexo e tecnológico que jamais poderíamos imaginar.
Foram eles que realmente descobriram e colonizaram a Amazônia e uma boa parte do Brasil.
E, misteriosamente, depois de uma vida autossustentável com milhares de anos de uma história cheia de realizações eles simplesmente desapareceram — sem deixar rastros.
Para onde foram?

Compre agora!
O livro, um eBook, só está à venda na Amazon. Aproveite o preço promocional!


Jacobi Consultoria
Minerador, quer negociar a sua área, ganhar dinheiro com a mineração, atrair sócios estrangeiros ou pesquisar os minérios em sua área? Por que esperar mais?

Só para você: veja as matérias que selecionamos sobre o assunto:

Trump pode ser o catalizador de um novo boom na mineração 10/11

Filipinas em guerra pelo meio ambiente 1/8

Bolsa brasileira dispara com o possível envolvimento de Lula na compra de medidas provisórias 2/4

Brasil e Austrália supriram 84% do minério de ferro importado pela China em 2015 e se preparam para dominar em 2016 27/1

Petróleo em queda: quem ganha e quem perde? 18/1

O futuro do minério de ferro 14/12

Mineração salva PIB Australiano em 2015 2/12

A geologia e o terrorismo brutal do Estado Islâmico 16/11

Vale se torna a mineradora de minério de ferro mais eficiente do mundo 22/10

Vale: cinco anos em queda 5/10

Ouro: cortar custos ou... 2/10

Grama do ouro a caminho dos R$160 21/9

O excremento que mudou a geografia do mundo 7/9

Minério de ferro: australianos apostam no futuro e aceleram produção 4/9

O Portal do Geólogo

Geologia e Mineração contadas por quem entende

Desde 27/3/2003

Não entendeu a palavra?

Pesquise o termo técnico!




Pesquise no universo do Portal do Geólogo!

Digite uma palavra na caixa abaixo e estará pesquisando centenas de milhares de matérias armazenadas no nosso site.

 

 

palavra com mais de 2 letras
O Portal do Geólogo    Editor: Geólogo Pedro Jacobi