O Portal do Geólogo
19/11/2019 05:13:57

Retrocesso! Enfraquecida pelos escândalos e prejuízos bilionários, sem fundos para investir, Petrobras pode abrir mão do regime de partilha no pré-sal.



Publicado em: 3/5/2015 16:47:00

Segundo a lei 12.351/10 toda a exploração de petróleo em áreas do Pré-Sal só pode ocorrer sob o Regime de Partilha, onde a Petrobras sempre será a operadora com uma participação mínima de 30%.

Esta lei é, também, uma armadilha, pois obriga a Petrobras a investir proporcionalmente em todos os campos do Pré-Sal. Como o plano da empresa, até poucos dias atrás, era de investir mais de R$660 bilhões nos próximos três anos, as descobertas de novos campos decorrentes dessas perfurações iriam requerer imensos investimentos para o desenvolvimento, extração, transporte e refino do petróleo descoberto. Some-se a isso os custos já existentes que a empresa já tem nos campos em produção...

Não precisa de um supercomputador para perceber que os custos futuros da Petrobras, caso a pesquisa fosse realizada, seriam simplesmente monumentais. Muito acima da capacidade atual da petroleira.

Aí veio o desastre da Lava a Jato que expôs os podres da corrupta e defeituosa Petrobras.

Quando a corrupção de décadas aflorou foi desmascarada a administração da estatal tida, até então, como “impecável e eficiente”.

Ela, infelizmente, não era nada disso!

Mesmo sem computar todos os males, que ainda estão sendo apurados, a Petrobras teve um prejuízo direto, devido à corrupção, de R$6,2 bilhões somado a outro de R$44,6 bilhões devido à má gestão, péssimo planejamento e incompetência.

Foi para o espaço a tese de uma administração competente...

A Lava a Jato chegou no pior momento e pegou a estatal sem fundos, em um longo processo de quedas, desvalorizada, desacreditada, acossada por vários processos bilionários nacionais e internacionais e com a maior dívida corporativa do mundo.

A onda causada pelos seus estertores já demitiu mais de 13.000 e deve extinguir mais de 30.000 empregos nos próximos meses. O efeito dominó que se iniciou na Petrobras afeta a economia nacional como um todo e pode ter dimensões catastróficas totalmente imprevistas há um ano atrás.

Sem ter para onde correr a empresa congelou investimentos e obras, demitiu milhares e paralisa agora a pesquisa no Pré-Sal. É por tudo isso que o regime de partilha vai ser revisto.

O sonho acabou!

O novo Presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, que deste business nada entende, um neófito que herdou o abacaxi, confirma que em 2015 não serão pagos dividendos. Bendine também diz que a empresa irá vender ativos no pré-sal como forma de recuperar parte do caixa perdido.

Sinais de tempos bicudos...não pagar dividendos é a melhor forma de afastar preciosos investidores.

Ontem o Governo planejava resgatar a educação com um Pré-Sal controlado por brasileiros. Hoje, graças à própria incompetência e ingerência nos negócios da Petrobras, o Governo muda sua política em 180 graus e vai vender o controle de campos petrolíferos do Pré-Sal que ainda não estão em produção.

Quem diria...

Com o chapéu na mão, em posição de extrema fraqueza, o Ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, está embarcando em uma viagem ao Texas aonde irá se reunir com as grandes petroleiras e atrair (mendigar) investidores.

Vai ser uma carnificina.

As petroleiras, especialmente a Shell, irão discutir com uma imensa vantagem negocial.

Provavelmente, veremos o fim do regime de partilha como conhecemos e o fim do controle da Petrobras em alguns campos do Pré-Sal.

O Brasil tem muito a “agradecer” à corrupção, à ingerência do governo e ao péssimo gerenciamento feito pelos executivos da Petrobras...




Autor:   Pedro Jacobi - O Portal do Geólogo

  

 


editoriais energia geoestatais polemicos    3293
12.000 ANOS DE ABANDONO  um livro de Pedro Jacobi

Caro usuário do Portal do Geólogo
Se você gosta de descobertas arqueológicas inéditas no meio da Amazônia vai gostar do livro que estou lançando. É um não ficção sobre uma pesquisa real que estou fazendo.

Com o avanço do desmatamento e com o auxílio da filtragem digital em imagens de satélites, descobri nada menos do que 1.200 belíssimas construções milenares, no meio da Amazônia — totalmente inéditas.

São obras pré-históricas, algumas datadas em 6.000 anos, incrivelmente complexas e avançadas — as maiores obras de aquicultura da pré-história que a humanidade já viu.
Neste livro você se surpreenderá com essas construções monumentais, grandiosas e únicas, feitas por aqueles que foram os primeiros arquitetos e engenheiros do Brasil.
Trata-se de importante descoberta arqueológica que vai valorizar um povo sem nome e sem história. Um povo relegado a um plano inferior e menosprezado pela maioria dos cientistas e pesquisadores.

Dele quase nada sabemos. Qual é a sua etnia, de onde veio, quanto tempo habitou o Brasil e que língua falava são pontos a debater.
No entanto o seu legado mostra que ele era: muito mais inteligente, complexo e tecnológico que jamais poderíamos imaginar.
Foram eles que realmente descobriram e colonizaram a Amazônia e uma boa parte do Brasil.
E, misteriosamente, depois de uma vida autossustentável com milhares de anos de uma história cheia de realizações eles simplesmente desapareceram — sem deixar rastros.
Para onde foram?

Compre agora!
O livro, um eBook, só está à venda na Amazon. Aproveite o preço promocional!


Jacobi Consultoria
Minerador, quer negociar a sua área, ganhar dinheiro com a mineração, atrair sócios estrangeiros ou pesquisar os minérios em sua área? Por que esperar mais?

Só para você: veja as matérias que selecionamos sobre o assunto:

A ameaça de Pasadena: a vez e a hora de Dilma Roussef 20/11

O dilema da Vale 20/6

Por que a Vale ainda é uma boa aposta, mesmo com uma dívida de 116 bilhões de reais? 6/7

Vale: Murilo Ferreira na mira de Temer 6/2

Pasadena revisitada: a hora de Dilma Roussef? 25/5

A corrupção e o empresário brasileiro. Valeu a pena? 24/5

Agora que decapitaram o Cunha será que vão aprovar o malfadado código mineral? 5/5

O efeito impeachment: Petrobras bate todos os recordes e sobe 131% em 81 dias 15/4

Governo coloca mais um prego no caixão da Petrobras:vai baixar o preço da gasolina e do diesel 4/4

O Mercado contra Dilma 4/1

Efeito Dilma: Vale sobe apesar da queda do minério de ferro 30/3

À espera do PMDB 28/3

Petrobras é obrigada a dar baixa em campos de petróleo e tem o pior ano de sua história 22/3

IBOVESPA em alta recorde quando divulgada a suspensão de posse de Lula 17/3

O Portal do Geólogo

Geologia e Mineração contadas por quem entende

Desde 27/3/2003

Não entendeu a palavra?

Pesquise o termo técnico!




Pesquise no universo do Portal do Geólogo!

Digite uma palavra na caixa abaixo e estará pesquisando centenas de milhares de matérias armazenadas no nosso site.

 

 

palavra com mais de 2 letras
O Portal do Geólogo    Editor: Geólogo Pedro Jacobi