O Portal do Geólogo
18/11/2019 22:02:06

O desastre da Samarco e os prejuízos iminentes à Vale e BHP



Publicado em: 11/11/2015 16:08:00

O desastre da Samarco já começa a interferir nos lucros futuros das mineradoras Vale e BHP, as responsáveis pelo maior desastre ambiental do continente.

A Vale espera ter uma queda de produção, em 2015, de três milhões de toneladas de minério e em 2016 de nove milhões de toneladas. O prejuízo será aumentado, pois trata-se de um minério mais nobre que é pelotizado e tem um preço de mercado superior ao dos finos que a Vale costuma vender.

A mineradora brasileira informa que deixará de vender, temporariamente, o minério de ferro da mina Fazendão para a Samarco, mais prejuízos a serem computados. Isso sem contar com as causas trabalhistas que irão se acumular, assim que começarem as demissões.

Além da queda nas vendas, devido ao desastre e a paralisação imposta pelo MP, a Vale deverá receber, também, um gigantesco impacto negativo no seu fluxo de caixa, pois terá que pagar e ressarcir à todos os proprietários, que tudo perderam. Esses reembolsos ocorrerão ao longo de centenas de quilômetros de rio devastado e ainda não foram computados. E não serão só as casas da vila, pois muito perderam, também, as suas chácaras e sítios produtivos que agora estão cobertos pela lama estéril da Samarco.

Do outro lado do prejuízo existirão as muitas multas ambientais e as caras e longas reabilitações ambientais do Vale do Rio Doce que podem durar décadas.

Sem contar, é lógico, com a natural perda de valor de mercado das mineradoras nas bolsas de valores, que será uma consequência natural do desastre.

Os impactos do rompimento das barragens irão repercutir por muitas décadas e deverão atingir somas de vários bilhões de dólares, o que está tirando o sono dos acionistas e dos executivos das duas empresas.

Os ambientalistas querem que a Vale e a BHP façam a completa recuperação dos rios afetados pelo gigantesco assoreamento de lama ferruginosa que vai matar completamente a flora e a fauna dessas massas de água.

Além disso, a Samarco terá que recuperar a água, que era potável e utilizada por várias comunidades e cidades do Vale do Rio Doce, que hoje dependem dos pequenos volumes do líquido precioso entregues, a conta gotas, por carros-pipas .

Enquanto os dirigentes, políticos e entidades discutem medidas e estratégias paliativas os acionistas se preparam para a dura aterrisagem.

Eles sabem que esses custos são a ponta de um gigantesco iceberg e que as causas judiciais contra a mineradora serão muitas e irão causar um rombo sem precedente no caixa das duas megaempresas...




Autor:   Pedro Jacobi - O Portal do Geólogo

  

 


editoriais minex polemicos geoambiente    5366
12.000 ANOS DE ABANDONO  um livro de Pedro Jacobi

Caro usuário do Portal do Geólogo
Se você gosta de descobertas arqueológicas inéditas no meio da Amazônia vai gostar do livro que estou lançando. É um não ficção sobre uma pesquisa real que estou fazendo.

Com o avanço do desmatamento e com o auxílio da filtragem digital em imagens de satélites, descobri nada menos do que 1.200 belíssimas construções milenares, no meio da Amazônia — totalmente inéditas.

São obras pré-históricas, algumas datadas em 6.000 anos, incrivelmente complexas e avançadas — as maiores obras de aquicultura da pré-história que a humanidade já viu.
Neste livro você se surpreenderá com essas construções monumentais, grandiosas e únicas, feitas por aqueles que foram os primeiros arquitetos e engenheiros do Brasil.
Trata-se de importante descoberta arqueológica que vai valorizar um povo sem nome e sem história. Um povo relegado a um plano inferior e menosprezado pela maioria dos cientistas e pesquisadores.

Dele quase nada sabemos. Qual é a sua etnia, de onde veio, quanto tempo habitou o Brasil e que língua falava são pontos a debater.
No entanto o seu legado mostra que ele era: muito mais inteligente, complexo e tecnológico que jamais poderíamos imaginar.
Foram eles que realmente descobriram e colonizaram a Amazônia e uma boa parte do Brasil.
E, misteriosamente, depois de uma vida autossustentável com milhares de anos de uma história cheia de realizações eles simplesmente desapareceram — sem deixar rastros.
Para onde foram?

Compre agora!
O livro, um eBook, só está à venda na Amazon. Aproveite o preço promocional!


Jacobi Consultoria
Minerador, quer negociar a sua área, ganhar dinheiro com a mineração, atrair sócios estrangeiros ou pesquisar os minérios em sua área? Por que esperar mais?

Só para você: veja as matérias que selecionamos sobre o assunto:

Mineração: quem vai tapar os buracos amanhã? 22/7

O dilema da Vale 20/6

Samarco, um caso mal resolvido 14/6

Samarco: quatro meses sem ela 15/3

Caso Samarco: BHP está sendo processada nos Estados Unidos, Vale será a próxima 26/2

Vale declara prejuízo de R$44,2 bilhões em 2015 25/2

Minério de ferro em alta, mas Vale continua em queda afetada pelos efeitos Samarco e Brasil 24/2

Vale em cheque! Porto de Tubarão fechado 25/1

O efeito Samarco: Minas Gerais em crise 17/1

Samarco: a hora das responsabilidades 14/1

Vale busca financiamentos para fazer frente à falta de liquidez 12/1

Justiça congela ativos da BHP e Vale no Brasil 22/12

Samarco, Vale e BHP se esquivam, mas justiça aperta o cerco 11/12

O fim da mineração? 3/12

O Portal do Geólogo

Geologia e Mineração contadas por quem entende

Desde 27/3/2003

Não entendeu a palavra?

Pesquise o termo técnico!




Pesquise no universo do Portal do Geólogo!

Digite uma palavra na caixa abaixo e estará pesquisando centenas de milhares de matérias armazenadas no nosso site.

 

 

palavra com mais de 2 letras
O Portal do Geólogo    Editor: Geólogo Pedro Jacobi