O Portal do Geólogo
19/11/2019 02:40:31

Alto teor, a arma da Vale que vai fazer a diferença



Publicado em: 11/5/2015 15:21:00

Como já apontado no Portal do Geólogo em várias ocasiões a Vale tem algo que nenhum competidor tem: um minério de ferro de altíssimo teor em grandes quantidades.

As vantagens desse minério são inúmeras.

Para as siderurgias, por exemplo, um minério de ferro de alto teor como o da Vale, significa um custo operacional muito mais baixo, menor permanência do minério no forno, menor queima de combustível, menor volume de escória gerado, menor poluição e, consequentemente, lucros mais elevados.

É esse o diferencial que o minério do projeto S11D adiciona ao mercado.

A diferença é tão importante que a Vale vai criar um novo brand, uma marca registrada, que terá, inclusive, um preço mais elevado.

O S11D tem, possivelmente, o melhor minério de ferro do mundo, com teores médios de 67% “in situ” é o que se pode chamar de DSO (direct shipping ore), minérios que podem ser transportados diretamente da jazida para o navio.

É inegável a qualidade do minério do S11D, mas será inteligente investir mais de US$20 bilhões neste momento difícil em que a Vale atravessa, para coloca-lo em produção?

Não seria a hora de aumentar a lucratividade, reduzir os débitos, enxugar os custos, vender ativos, verticalizar parte da produção aumentando o valor agregado dos produtos, consolidar a sua liquidez e esperar uma hora melhor para despejar um minério de altíssima qualidade que será vendido a preços baixíssimos?

As dúvidas sobre a melhor estratégia para a Vale, no momento, são muitas. Principalmente por que o minério de Carajás, que é vendido no mercado também tem um teor de ferro elevado e pode competir com vantagem com os australianos.

A vantagem da Vale é que nenhuma das grandes mineradoras australianas tem ainda um grande volume de minério de alto teor como os de Carajás e do S11D.

Bem pelo contrário.

Os minérios de ferro da Rio Tinto e BHP tem um teor médio abaixo de 60% de Fe o que obriga essas mineradoras a fazer o blending, uma mistura com os minérios de mais alto teor que estão se tornando raros.

Portanto se a Vale flanquear o mercado usando um produto de mais alta qualidade ela, no correr do tempo, fará com que o minério de alto teor tipo Brockman Premium australiano simplesmente desapareça do mercado.

Veja a seguir qual é a situação dos australianos quando o assunto é qualidade do minério de ferro...



Imagem: Mina de Whaleback em Hamersley, onde o minério de alto teor tipo Brockman Premium está se exaurindo...

Autor:   Pedro Jacobi - O Portal do Geólogo

  

 


geologia minex ferrosos vocesabia    3921
12.000 ANOS DE ABANDONO  um livro de Pedro Jacobi

Caro usuário do Portal do Geólogo
Se você gosta de descobertas arqueológicas inéditas no meio da Amazônia vai gostar do livro que estou lançando. É um não ficção sobre uma pesquisa real que estou fazendo.

Com o avanço do desmatamento e com o auxílio da filtragem digital em imagens de satélites, descobri nada menos do que 1.200 belíssimas construções milenares, no meio da Amazônia — totalmente inéditas.

São obras pré-históricas, algumas datadas em 6.000 anos, incrivelmente complexas e avançadas — as maiores obras de aquicultura da pré-história que a humanidade já viu.
Neste livro você se surpreenderá com essas construções monumentais, grandiosas e únicas, feitas por aqueles que foram os primeiros arquitetos e engenheiros do Brasil.
Trata-se de importante descoberta arqueológica que vai valorizar um povo sem nome e sem história. Um povo relegado a um plano inferior e menosprezado pela maioria dos cientistas e pesquisadores.

Dele quase nada sabemos. Qual é a sua etnia, de onde veio, quanto tempo habitou o Brasil e que língua falava são pontos a debater.
No entanto o seu legado mostra que ele era: muito mais inteligente, complexo e tecnológico que jamais poderíamos imaginar.
Foram eles que realmente descobriram e colonizaram a Amazônia e uma boa parte do Brasil.
E, misteriosamente, depois de uma vida autossustentável com milhares de anos de uma história cheia de realizações eles simplesmente desapareceram — sem deixar rastros.
Para onde foram?

Compre agora!
O livro, um eBook, só está à venda na Amazon. Aproveite o preço promocional!


Jacobi Consultoria
Minerador, quer negociar a sua área, ganhar dinheiro com a mineração, atrair sócios estrangeiros ou pesquisar os minérios em sua área? Por que esperar mais?



CLIQUE PARA CONTINUAR A LEITURA...             qualidadeaustraliana

Só para você: veja as matérias que selecionamos sobre o assunto:

S11D, o sonho da Vale, entra em produção 18/1

Bons ventos na mineração: o minério de ferro explode em 2017 16/1

O dilema da Vale 20/6

Por que a Vale ainda é uma boa aposta, mesmo com uma dívida de 116 bilhões de reais? 6/7

Simandou: uma ameaça real ao domínio da Vale? 18/5

O futuro do minério de ferro 14/12

Minério de ferro a preços baixos, mas Vale continua otimista 4/12

Minério de ferro afunda abaixo de US$40/t 30/11

Real fraco faz Vale bater recorde em custo de produção do minério de ferro 26/10

Vale: cinco anos em queda 5/10

Roy Hill tem custo operacional menor do que o da Vale 2/10

S11D, a jazida gigante de minério de ferro da Vale deve produzir antes do esperado 1/10

Qualidade, a arma imbatível da Vale 31/7

A Vale vai mesmo diminuir a produção de minério de ferro? 14/7

O Portal do Geólogo

Geologia e Mineração contadas por quem entende

Desde 27/3/2003

Não entendeu a palavra?

Pesquise o termo técnico!




Pesquise no universo do Portal do Geólogo!

Digite uma palavra na caixa abaixo e estará pesquisando centenas de milhares de matérias armazenadas no nosso site.

 

 

palavra com mais de 2 letras
O Portal do Geólogo    Editor: Geólogo Pedro Jacobi