O Portal do Geólogo
13/11/2019 04:50:10

A onda chinesa: Baosteel quer comprar a quarta maior produtora de ferro do mundo



Publicado em: 26/5/2015 15:31:00

Os chineses estão colocando suas peças no tabuleiro. É um jogo agressivo cujo resultado final é a dominação.

Na semana passada eles injetaram bilhões na Vale em troca de minério de alta qualidade e baixo preço. Foi uma comoção geral entre os australianos.

Agora é da Austrália que vem a mais nova jogada estratégica chinesa. A Baosteel a maior siderúrgica da China está de olho na Fortescue, a quarta maior produtora de minério de ferro do planeta.

Isso mesmo!

A Fortescue, a mesma empresa que ontem tentava torpedear a aliança China-Vale.

A notícia estremeceu o mundo mineral, mais uma vez.

As ações da Fortescue já subiram 16% após o vazamento da informação.

A Fortescue, por sua vez, se faz de morta e diz nada saber.

A empresa tem uma dívida de US$2.5 bilhões e dois meses atrás o seu CEO estava em Xangai com o chapéu na mão, em busca de ajuda financeira para rolar a dívida... a conta fecha.

O interessante é que a Fortescue produz um minério de mais baixa qualidade (57% Fe) com um custo bastante elevado (US$39/t), que não consegue competir com o minério da Vale, Rio e BHP.

Qual seria o motivo do interesse da Baosteel em comprar um minério pior e mais caro?

Talvez, por trás desta compra possa existir uma gigantesca novidade: a Baosteel pode estar querendo implantar uma indústria siderúrgica na Austrália.

Se pensarmos bem, até que não seria uma estratégia tão inusitada, pois faz sentido econômico e político. Os australianos querem adicionar valor ao seu minério e a Baosteel pode começar a virada da mesa que irá repercutir no mundo mineral.

O mesmo quase aconteceu aqui no Brasil quando a Vale e a mesma Baosteel assinaram acordos para a construção de megasiderurgicas no Maranhão e no Espírito Santo com capacidade de mais de 8 milhões de toneladas de aço.

A jogada era explêndida.

A parceria da Vale com a Baosteel foi até aprovada pelo Cade por unanimidade, mas o negócio não prosperou por problemas ambientais.

Hoje a Vale continua vendendo minério bruto moído sem valor agregado e, talvez os australianos, nesta nova perspectiva, comecem a lucrar em cima da venda de aço e de produtos acabados...




Autor:   Pedro Jacobi - O Portal do Geólogo

  

 


editoriais mercados ferrosos polemicos    5743
12.000 ANOS DE ABANDONO  um livro de Pedro Jacobi

Caro usuário do Portal do Geólogo
Se você gosta de descobertas arqueológicas inéditas no meio da Amazônia vai gostar do livro que estou lançando. É um não ficção sobre uma pesquisa real que estou fazendo.

Com o avanço do desmatamento e com o auxílio da filtragem digital em imagens de satélites, descobri nada menos do que 1.200 belíssimas construções milenares, no meio da Amazônia — totalmente inéditas.

São obras pré-históricas, algumas datadas em 6.000 anos, incrivelmente complexas e avançadas — as maiores obras de aquicultura da pré-história que a humanidade já viu.
Neste livro você se surpreenderá com essas construções monumentais, grandiosas e únicas, feitas por aqueles que foram os primeiros arquitetos e engenheiros do Brasil.
Trata-se de importante descoberta arqueológica que vai valorizar um povo sem nome e sem história. Um povo relegado a um plano inferior e menosprezado pela maioria dos cientistas e pesquisadores.

Dele quase nada sabemos. Qual é a sua etnia, de onde veio, quanto tempo habitou o Brasil e que língua falava são pontos a debater.
No entanto o seu legado mostra que ele era: muito mais inteligente, complexo e tecnológico que jamais poderíamos imaginar.
Foram eles que realmente descobriram e colonizaram a Amazônia e uma boa parte do Brasil.
E, misteriosamente, depois de uma vida autossustentável com milhares de anos de uma história cheia de realizações eles simplesmente desapareceram — sem deixar rastros.
Para onde foram?

Compre agora!
O livro, um eBook, só está à venda na Amazon. Aproveite o preço promocional!


Jacobi Consultoria
Minerador, quer negociar a sua área, ganhar dinheiro com a mineração, atrair sócios estrangeiros ou pesquisar os minérios em sua área? Por que esperar mais?

Só para você: veja as matérias que selecionamos sobre o assunto:

Será que já chegamos ao minimo Solar e a uma nova Mini Era Glacial? 3/5

Ser Geólogo 6/8

Geologia é vida! 29/5

Baixíssima atividade solar: cientistas apontam para a possibilidade de uma nova mini era do gelo em poucos anos 24/4



RENCA: após 33 anos de inatividade e incompetência a Reserva Nacional do Cobre volta ao investimento privado 4/7

Mineração: as melhores apostas de 2016 20/1

S11D, o sonho da Vale, entra em produção 18/1

Exploração mineral: por que investir em zinco? 17/1

Brasil: a volta dos investimentos 17/1

Bons ventos na mineração: o minério de ferro explode em 2017 16/1

A ameaça de Pasadena: a vez e a hora de Dilma Roussef 20/11

Trump pode ser o catalizador de um novo boom na mineração 10/11

Efeito Trump: Minério de ferro em alta recorde 11/10

O Portal do Geólogo

Geologia e Mineração contadas por quem entende

Desde 27/3/2003

Não entendeu a palavra?

Pesquise o termo técnico!




Pesquise no universo do Portal do Geólogo!

Digite uma palavra na caixa abaixo e estará pesquisando centenas de milhares de matérias armazenadas no nosso site.

 

 

palavra com mais de 2 letras
O Portal do Geólogo    Editor: Geólogo Pedro Jacobi